quinta-feira, 17 de junho de 2010

O Corpo Perturbador


O que te perturba? O que é um corpo perturbador para você?
No meio de inúmeras coisas para resolver antes da viagem, ontem tive a alegria de assinar o contrato com a FUNCEB para dar início ao projeto O Corpo Perturbador, meu próximo solo com estréia prevista para Novembro, mas com muito trabalho a partir de agora.

Vencedor do Edital Yanka Rudzka 2009 - apoio a montagem de espetáculos de dança no estado da Bahia, este projeto será um divisor na minha carreira, nas minhas pesquisas, na minha forma de coreografar e pensar dança. Me proporcionará um outro entendimento do meu próprio corpo e uma outra forma de lidar com ele.

O trabalho traz uma abordagem diferenciada sobre o corpo que é considerado incapaz, não-belo, perturbador: o corpo com deficiência, fora dos padrões do pensamento hegemônico. Numa sociedade imensamente erotizada, acredita-se ser pertinente instigar uma outra reflexão sobre o assunto, abordando, a partir dos devotees, a sexualidade neste corpo, assim como as relações de poder intrínsecas nas relações afetivas, sociais, políticas, culturais e religiosas que envolvem as pessoas com deficiência.

O processo de assinatura do contrato foi longa e angustiante. O desejo de começar a colocar a mão na massa era enorme. Agora já é hora. Vamos colocar nosso bloco na rua. Sim, um bloco, porque apesar de ser um solo, terei uma equipe imensa e maravilhosa me acompanhando, pois eu acredito que sozinho não se vai ao longe. Quero minha cordinha de carangueijo comigo e isso inlcui, é claro, meus amigos que ocupam o lugar principal em todos os meus projetos: o público.

Será criado um blog para o projeto e lá eu precisarei das idéias, contribuições, críticas, avaliações de tudo que for acontecendo durante o processo. Todos estão intimados a entrar nessa contradança.


As fotos são de Alessandra Nohvais, trabalhadas por Anderson Falcão da AF Design que teve uma sensibilidade e uma compreensão incrível do que eu pensava e queria para o projeto. Inclusive, foi o primeiro a dar uma contribuição para irmos delimitanto a estética e as referências que serão pesquisadas no trabalho. Nesse trabalho utilizando imagens de Bosch sobre meu corpo.

Quero agradecer, logo de cara, a Cléa Ferreira e a Fafá Daltro que construiram comigo um projeto que me orgulho de ter escrito. A Anderson e Alessandra pela disponibilidade e companheirismo. Nei Lima pela vida juntos. Cate por me suportar no ouvido. Ao pessoal da FUNCEB pela atenção de sempre, em especial a Érica e Alê.

7 comentários:

Patrícia Carmo disse...

Parabéns, Edu!
Estarei acompanhando!
Bjs,

Tania regina Contreiras disse...

Parabéns, o entusiasmo já determina que o resultado será o sucesso, a sensibilidade recebendo de volta mais sensibilidades!

abraços,
Tânia

Maria Fernanda disse...

Que boa noticia!! Parabéns! Estarei acompanhando sem dúvida! bjs e sorte

clenio disse...

uau parabéns meu irmão!
cheguei até a mudar a trilha sonora quando percebi que o post era sobre o corpo perturbador. estou muito feliz, vc sabe! vou blogar a campanha agora no meu blog, para que você possa ter inúmeras pertubações estéticas e ideológicas sobre a pesquisa. as fotos estão fantásticas....aiai e isso é só o começo...que deus ilumine seu caminho!
cleniomagalhaes.blogspot.com

Cléa disse...

Amigo... tem um pessoal aqui que eu até pensei em fazer as entrevistas: Jô Bilac e o Tiago Mendonça, além de todo pessoal do Rebú. Vc quer que eu faça?
Te amoooo

Chorik disse...

Projeto ousado, garoto! Eu me confesso perturbado com as postagens feitas até aqui sobre O Corpo Perturbador. Vai saber a razão!
Avante Edu. Feliz com tua felicidade.
Abs

Gerana Damulakis disse...

Edu: vc é incrível!!!