quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Coisa e tal (da série Retomando o Passado)

Há uma coisa bacana
Nessa tal de história de amor:
A criatividade com que as pessoas amam
Descascam banana
Esperando encontrar filé mignon
Inventam sofrimento,
Criam traição,
Sofrem com a demora na espera
E jogam culpa no coração
Se o telefone não toca,
Se passam o Sábado assistindo televisão,
Taí o coitado sofrendo apertado, xingado
Porque a cabeça do dono
Já inventou mil e uma situações
É um tal de choro no banheiro
(resfriado de quem está só!)
é uma tal de música de corno no chuveiro
E simpatias para segurar “ocó”
O coração é tão mais simples que a cuca
Só faz sentir
E quando cansa parte para outra
Mas a mente, não, essa maluca!
Mesmo depois do sentimento esgotado
Do relacionamento acabado
E de já ter “varrido” a cidade
Reencontra o ex
E vem a tal da possessividade
Quer logo reconquistar
Mesmo que seja para deixar
Ou diz que está com ciúme
E tem vontade de matar
Bebe para dar vexame
Veste-se toda vulgar
E quando o outro se aproxima
Faz logo um enxame
E pede que vá embora
E manda largar

A cabeça que ama
É atriz mexicana
Só sabe mesmo chorar

* eu adoro reler este texto, criado em 2003, porque me traz boas lembranças de quando o escrevi. Foi publicado pela primeira vez aqui no blog em 13/07/2008. Continuo achando a mesma coisa. Um texto que não envelhecerá para mim.

4 comentários:

Chorik disse...

Adorei esse lance de descascar banana querendo encontrar filé mignon.
Na fossa eu sou uma atriz mexicana.

- Luli Facciolla - disse...

Ái como vc me entende, amigo...

Beijo

Gerana Damulakis disse...

Texto algum envelhece, pois basta reler que ele renasce.

Moniz Fiappo disse...

Atualííííssssiiiiimmmooooooo!!!!!