sábado, 17 de julho de 2010

Pequetitas coisas entre nós dois

Adoro achar graça da vida. Sorrir é a melhor forma de agradecer, de celebrar. Aiii a vida as vezes me faz cócegase e eu sorrio com todos os dentes, todos os músculos, todo o corpo. A vida tem muita graça.

- o pão quente na boca do fogão
- o café de mainha
- dormir de conchinha agarradinho
- o sexo na rede do albergue
- o quintal
- o colo na cachoeira
- a chuva do Rio
- a casa das coisas mais queridas
- a Av. Paulista
- a noite
- as dobradas de Gera
- o olhar naquela festa
- as inúmeras despedidas
- os milhares reencontros
- o travesseiro velho
- o banquinho de meu avô
- a janela
- a Rua do Amparo
- o Roses
- o colo na grama
- o homem nu tomando sol
- o estacionamento
- o Farol
- o rio
- a areia
- a imensidão

9 comentários:

aeronauta disse...

Todas essas coisas citadas por você são carícias em nossa alma: tudo tão terno!

Gerana Damulakis disse...

Quanta coisa boa! Lembrei-me da avó de Saramago, enlaçando uma árvore e dizendo que é uma pena a gente ter que ir embora. Isso calou fundo em mim. Se miro alguma beleza, se leio uma lista como a sua, logo me ocorrem as palavras dela.

Chorik disse...

É exatamente a essa abundância à qual me refiro. Basta prestar atenção. Valeu, Edu.

Cleyton Cabral disse...

Há beleza ali e em todos os lugares.

Bípede Falante disse...

É! Esse deve ser o toque do deus das pequenas coisas :)

I.Moniz Pacheco disse...

Nem sempre prestamos atenção a pequenas coisas que quando viram passado têm uma doçura, uma leveza, uma certa felicidade...

Lidi disse...

A tua lista me fez sorrir, grata.
Beijo, Edu.

- Luli Facciolla - disse...

E lá vem vc aumentando a minha lista, né?!

Beijos

cristiana disse...

A casa das coisas mais queridas sempre estará aqui a sua espera! para um chá... talvez... ou então um gatão! rsrsrs