quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Ressaqueados - sexto capítulo de Marmotas da paixão

Já era tarde, cinzas, chuva e o olhar triste pela janela daquela senhorinha que precisava sair para vender seus salgados na feira de quinta. Dona Deda rezava preocupada com a neta desaperecida durante todo o carnaval. Saiu fantasiada de pirata na quinta-feira e hoje completava uma semana que não dava notícias.

- A cidade anda tão violenta! - o ruivinho da casa ao lado não ajudava a amenizar o sofrimento.

Foram encontrar Wilson no hospital público do outra lado da cidade, com crise de asma, junto a um travesti sem religião mas crente em Deus, deitado ao lado, tornando a internação mais alegre.

Gôga cansada da farra, foi acionada para tentar descobrir o paradeiro da menina-pirata, sonhadora em ser hacker e se vingar do mundo que a destratou.

A taxista estava feliz com a festa de Momo. As paixões de carnaval estavam caindo como sapo em Magnólia. Curtiu uns dias com sua psicóloga e depois não desgrudou da companhia de Frederick e da amiga cadeirante que a escutou no consultório de Dra. Geni. Luana, a cadeirante, ficou feliz com o convite de Gôga para ir ao baile . Emocionadas, as duas se jogaram no chão e rolaram, chorando, ao som da marchinha "a pipa do vovô não sobe mais". Os seguranças do clube acharam que era briga e vieram separar as duas, mas Frederick as gargalhadas explicou calmamente aos homens o que estava acontecendo e foi só alegria naquela noite.

Wilson não quis seguir os amigos neste baile e foi para o encontro de nerds mascarados. Vestida de pirata do futuro, começou a jogar na competição de xadrez por computador. Bebiam e fumavam no ambiente fechado e pequeno, até os primeiros sinais de falta de ar e desmaio e complicações que levaram Wilson ao hospital. Retornando a consciência, a menina preferiu continuar descansando no leito do hospital, porque lá ninguém ia encher o saco cobrando responsabilidade. Inventou mal estar, dor de barriga, forçou vômito e tudo mais. Os médicos sem prestar muita atenção foram deixando a menina lá, no spa que ela desejava. O travesti não parava quieto narrando seus casos de carnaval. Wilson pensava:

- Eu adoro Brasil!!!!!!

Gôga deixou Wilson na porta de casa e foi descansar a matéria morta de alegria e carnaval. Frederick não tinha onde guardar bilhetinhos com telefone e declarações. Luana, precisando repousar, desligou celular e não atendeu mais ninguém durante 3 dias.

5 comentários:

Lore disse...

Hahahahahaha!!! Acho que criará um novo capitulo para o carnaval de Geni, a monstra! Hhahahahahahaha!!! Vá no meu blog fiu! www.querendofalar.blogspot.com .

Cléa disse...

Vc mesmo gosta Vani!!!!! Fica dando idéia né??!!! hahahahaha...
Ainda bem que no carnaval os deuses deram uma folguinha a Gôga, coitada. Se não fosse por Wilson e seu episódio... a bichinha só teria aproveitado!!! hahahahaha

Gerana Damulakis disse...

Bateu uma vontade de continuar lendo. Terminou a postagem deixando a gente com desejo de quero mais. Sim, desligou o celular e aí...

Chorik disse...

Encontro de nerds mascarados! De onde saiu isso? rs

Talita Avelino disse...

Adoro Brasil! Adoro essa marmota! Hahahaha...que carnaval do wilson, gente...wilson paga! Gogâ se divertiu nesse capítulo pelo menos,..hahahaha...