sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Mais uma vez Cazuza

Há muito tempo não ligo rádio. Tenho uma quantidade boa de cds e me reservo a eles, as escolhas que fiz e as vozes que quero ouvir naquele determinado momento. Cazuza sempre canta para mim o meu exagero, sussurra segredos de liquidificador e dorme comigo pro dia nascer feliz. Sempre! Jussara, Tetê, Ceumar... Adriana, Hermanos e Chico. Mônica, Virginia... enfim, sempre gente boa me acompanhando, mas Cazuza tem uma coisa que os outros não tem, de repente me aparece como anjo e me diz coisas exatamente na hora em que eu precisava escutá-las. Hoje foi assim.
Meu pequeno chegou no quarto pedindo para ligar o rádio e aquela voz rouca me gritava
"Pode seguir a tua estrela
O teu brinquedo de star...
quem tem um sonho
não dança..."
Ele não sabia (ou será que sabia?) o que eu havia passado hoje. Os sonhos e expectativas que me consumiram todo o dia. O desejo, a ansiedade, o nervosismo. Coração aflito. Ele, amigo oculto, me acalmou no grito e com a música.
Definitivamente eu entendi para que eu nasci.

5 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Cazuza: minha paixão.

Janaina Amado disse...

Que linda homenagem a Cazuza, Edu!

Chorik disse...

Edu, desejo a você "a sorte de um amor tranqüilo / Com sabor de fruta mordida ... ... Todo amor que houver nessa vida / E algum trocado pra dar garantia"

Abs

Luli Facciolla disse...

Ando tão pelos cantos, amigo...
Queria calar Cazuza nessa hora só pra não ouvir o que meu coração se recusa a acreditar.
Passei mesmo pra dizer que sinto saudade.
É só!

Beijos

I.Moniz Pacheco disse...

Grande Cazuza, Grande Edu. Nesses tempos tenho andado meio calada, no canto, como gosto de ficar às vezes. Estou com Chorik, no mesmo desejo pra voce.