quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

A peruca de urubu - sétimo capítulo de Marmotas da Paixão

Frederick se arrumava para um teste de comercial. Gel no cabelo, maquiagem discreta com lápis para realçar os olhos, um leve brilho na boca e ensaio de caras e bocas para conquistar a câmera fotográfica. Exagero de quem já é belo o suficiente para não precisar desses artifícios. O ruivinho do lado, também gatinho, mignon, estilo mais despojado, alegre, se arrumava pedindo ajuda a Wilson que bisbilhotava tudo com ar de inveja. Saíram os três para o teste, a menina Wilson só de apoio, porque não sonhava com a vida de fotos e passarela, queria cantar e encantar o mundo.

Chegando no local, o diretor Golf Vaia, deu uma olhada nos inscritos e se encantou com o ruivinho. Depois disso os assistentes vieram com uma mudança nos planos e anunciaram que o teste privilegiaria quem tivesse o cabelo vermelho. Ponto para o menino que já vinha naturalmente com a cor, tristeza de Frederick que se arrumara todo em vão. Porém, para não dar bandeira do encantamento do diretor pelo menino ruivo, a produção resolveu ceder "shampoos colorantes em tons vermelho" para que o teste fosse o mais democrático possível. Frederick não aceitou a condição.

- Veja se vou estragar minhas lindas madeixas por causa disso. Meu nome é tchau, bacalhau! e pegou sua bela reta.

Wilson com suas artimanhas, começou a infernizar o juizo do ruivinho para ele intensificar o vermelho do seu cabelo, porque assim era certo que ele venceria o teste e ficaria famoso no Brasil todo. A diaba da menina tanto fez que entrou no banheiro com o ruivinho e o ajudou a colorir ainda mais a cabeleira. Demoraram algum tempo.

O ruivinho achou estranho quando saiu e percebeu um certo ar de riso dos outros concorrentes. Ninguém falou nada. Ouviu-se o grito de dentro da sala de gravação. Era seu nome. Chegara sua vez.

Golf já estava imaginando o jogo de sedução com o rapaz. Ele, o diretor famoso, dando uma força para a carreira do rapaz e este dando uma força para seu prazer.

Ruivinho entrou todo animado, risonho, simpático, crente que estava abafando, mas só viu os olhos esbugalhados do diretor que aos berros dizia:

- Mas que palhaçada é essa? Por que você fez isso? O que você está fazendo aqui, imbecil! Eu pedi cabelos vermelhos e você me chega com esse tição na cabeça. Parece que um urubu caiu na tua cabeça, belezura!

- Oxente, gente, o que está acontecendo? Eu peguei o shampoo que a produção me deu e fui intensificar o vermelho dos meus cabelos que já são ruivos.

- Ah é bonitinho? Então olha aqui essa marmota que você fez. Está parecendo as asas da graúna!

Golf Vaia estendeu a mão com um espelho. O ruivinho sem dizer uma palavra, saiu da sala já com as mãos no pescoço de Wilson.

- Por que você fez isso? Sua monstra! Herodes!

Wilson, calmamente, como se nada estivesse acontecendo:

- Eu troquei os frascos de shampoo porque achei que esse era um vermelho mais intenso, mas devo ter me atrapalhado.

- Você pegou o frasco do preto retinto que foi do teste anterior. Afirmou a assistente de produção.

O ruivinho, chorando pela oportunidade perdida, foi para casa andando, enquanto Wilson acertava a trilha sonora do comercial com Golf.

8 comentários:

Talita Avelino disse...

Hahahahaha..tô me acabando de rir...olha Wilson, gente! Wilson é atrapalhado demais, acabou com a vida do amigo. Golf Vaia vai ter a melhor trilha sonora que já sonhou...hahahaha. Adoro Marmotas! Será o final feliz de Wilson?? Sem amor, mas com sucesso. Amor e sucesso pra Wilson! E pro ruivinho também. Hahahaha

Lucia Alfaya disse...

Edu, obrigada pela visita.
Não sou parente de Mauricio Alfaya, aliás, não tenho parentes no Brasil, pelo menos não que eu saiba, infelizmente.
Vou passar para ver o vídeo.
Grande abraço, volte sempre!

Chorik disse...

Pôxa, o Wolf, ops, o Golf estava de olho no ruivinho ou no cabelo do ruivinho! Belo apoio da Wilson. Gostei do tchau bacalhau do Fred. Essa novela tem tudo para acabar em casamento, quem com quem eu ainda não sei.

Lore disse...

Hahahahahahahah!!!!! Wilson não é de Deus, né gente?! Arrasou no doce vilanismo, Lu! Adoooro! Queria pedir uma maior atenção a Geni. Aliás não, deixe.kkkkkkkkkk

Gerana Damulakis disse...

Amei o tchau do bacalhau. Está ótimo, Edu.

I.Moniz Pacheco disse...

Tenho andado ausente mas sua Marmota é dez. Vamos ver se Wilson vai...

Maria Muadiê disse...

oi, Edu, tão linda a sua resposta ao meu texto de quando aprendi a ler...
um beijo,

clenio disse...

meu nome é tchau bacalhau...feito bocejo vai pegar rs
...
wilsinha mafiosa! kkkkk