segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A criançada de Judite

Acho impressionante quando um trabalho ganha vida própria e consegue seguir um caminho que não havia sido criado por seu autor. Assim aconteceu com Judite. Originalmente criado para o público adulto, o projeto conquistou as crianças sem ser modificado em nenhum detalhe. Virou livro infantil, texto para Contação de História, viajou mundo...
Uma coisa deliciosa é ver a reação da criançada durante o espetáculo. Minha amiga Ana Cecília observou a meninada durante uma apresentação e anotou algumas frases que conseguiu ouvir.
FRASES DAS CRIANÇAS NA PLATÉIA DE “JUDITE QUER CHORAR MAS NÃO CONSEGUE” NO DIA 01 DE JULHO DE 2011, NA LIVRARIA CULTURA DO SALVADOR SHOPPING
“ela tá aprendendo a falar?”
“ela tem uma cadeira”
“Lagarta anda assim?”
“ela caiu da cadeira.”
“ah, ela cansou porque girou muito”
“ele não sabe falar não é?”
“o que é que ele vai fazer mamãe?” (quando você começa a subir a escada)
“eu acho que ele vai subir a escada.”
“não, ele não vai.”
“é por que ele quer andar?”
“ele vai subir até em cima.”
“é assim que borboleta faz?”
“será que ele vai cair?”
“aí ele vai virar ela.”
“e depois vai virar lagarta de novo.”
“ele deu um beijo e depois abraçou a escada.” (essa frase foi da sua ajudante, que só tem 2 anos)