sexta-feira, 7 de maio de 2010

Minha feijoada no Copacabana Palace

Estava assistindo a novela Viver a Vida curioso pelo casamento e lua-de-mel de Luciana. Acompanhei, um pouco, esta novela para ver como se desenrolaria a personagem paraplégica que tomou o lugar da protagonista. Parabenizo o trabalho de corpo da atriz Aline Moraes, a construção da personagem, o trabalho amadurecido que ela demonstrou. Quanto ao autor não dá para desculpar os deslizes, a falta de senso e a manutenção do pensamento e discurso da superação, do corpo coitadinho. Da equipe da novela percebemos inúmeros equívocos no que se refere a acessibilidade. O de hoje foi gritante e irritante. A primeira noite de casada de Luciana foi no Copacabana Palace. Um hotel sofisticado, famoso e sem nenhuma acessibilidade. Zero. Sabem o que é ZERO ACESSIBILIDADE? Pois bem...

Numa dessas minhas viagens ao Rio de Janeiro visitei este hotel por causa de uma exposição que tinha lá dentro. Fui acompanhado de duas amigas: Caco e Nádia. Havíamos acabado de almoçar num daqueles restaurantes da orla uma bela feijoada carioca. Hummmm dávontade de comer agora aqueles torresmos, a couve.... Vixe. Bem, minha amiguinha Nádia pediu para levar o que sobrou do almoço e saimos com uma quentinha. Nada mais terrível do que isso, né? Para completar minha amiguinha Caco inventou a tal visita a tal exposição do tal hotel. Como tudo cabe em mim, adentramos ao luxuoso hotel e ao nos depararmos com os degraus da primeira (tem inúmeras) escada o saco da quentinha veio para o meu colo que já estava sendo carregado pelas meninas. A quentinha virou dentro do saco que ficou com aquele caldo preto, horrível, uó.

A minha entrada no high socity foi triunfal. Carregado como um faraó, mas com um tanto de ranço.

Para falar a verdade eu não estava nem aí para o Copacabana Palace. Se um lugar daquele diz claramente que ali eu não sou bem vindo, não seria eu que faria esforço para parecer bonitinho. Ele fizeram mais feio do que eu. E hoje eu embolei de rir lembrando daquela cena, vendo o contraste com a entrada de Luciana, que estava satisfeita, que não comentou sobre isso, nada.

Vamos ser sinceros também, no colo de um Matheus Solano eu também não estaria pensando em degraus, escadas, rampa... eu estaria fazendo exatamente o que ela fez. Afinal o que interessa é a ROSA!!!!

Uma dúvida: será que ela comeu feijoada antes da lua-de-mel?

PS: Tive que colocar esta foto para que não ficasse feio só para minha cara. A amiguinha também vai passar a vergonha comigo. hahahahahahahahhahahahahahahahahahaa


eu e Caco na mesa do Hotel da Bahia onde íamos todas as tardes curtir o ar-condicionado

6 comentários:

Cléa disse...

Tudo assenta em você Carlos!!! hahahahahahaha... foi fazer o que no Hotel gente??? A cara do pobre sair com quentinha de feijoada!!!! hahahahahahaha...

Chorik disse...

Só faltou a cachorrada indo atrás de você no lobby do hotel. E a Caco tem uma carinha de sapeca! Muito legal a história.

Chico Muniz disse...

Por essas e outras é que vc dança, né não, Edu?

Chico Muniz disse...

Por essas e outras é que vc dança, né não, Edu?

Gerana Damulakis disse...

Bacana a história.

I.Moniz Pacheco disse...

Queria estar lá pra curtir mais essa. Du, voce tem cada estória...