domingo, 16 de maio de 2010

Carta branca na manga

A companhia Pensamento Tropical, oriunda de Dezeo-Ito, formada pelos bailarinos e coreográfos CATHERINE POLLINI & GUILLAUME LAURUOL, me convidou para uma residência de 10 dias em Itacaré. Estou indo em companhia de minha comadre.

Nas palavras de Guillaume: é o Projeto do Ar , em itacaré , a gente ti da uma carta branca, 10 dias para trabalhar, experimentar, criar, cantar... num ambiente super natural, é a única restriçao. E dai, o que sai?? é voce que sabe...


Como se fosse fácil sabermos o que sai. Peguei a idéia de carta branca e as lembranças que tenho do meu contato com a natureza no sítio da família onde eu subia em árvores e andava de carro de mão, com minha irmã, no meio da plantação de mandioca. Cavava a terra, comia jambo no pé e brincava na sombra da jaqueira. Pintava o rosto com urucum que caia na janela do quarto. Correndo de cobra e de cachorro. As galinhas passeando com os pintinhos e futucava a "fecha as pernas Maria".
 
Bom... Veremos o que sai dessa carta branca que tenho na manga. Pensei em brincar com a questão do Tempo. Serão 10 dias fora do cotidiano, como uma nova vida. Com certeza a relação de tempo será diferente. Já raspei a barba e registrarei a passagem dos dias através dos meus pelos crescendo na cara. Como uma ampulheta de mim.
 
Mas me permiti ser surpreendido pelo lugar. Torço para que as ideias que estou levando sejam descartadas e que o ambiente me traga coisas novas. É que eu estou muito urbano e ativo. Preciso respirar, aquietar e absorver novidades eternas como só a natureza sabe nos ofertar.
 
Este projeto tem o Prêmio Klauss Vianna/ Funarte2009. Curitiba foi a primeira cidade onde o Projeto do Ar aconteceu. Em seguida, o evento esteve em Ipatinga (MG), agora em Itacaré (BA) e encerra em Salvador (BA).

5 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Vai ser uma experiência muito interessante em Itacaré.

Nilson disse...

Beleza! O projeto é legal. Tenho certeza de que vai sair muita coisa daí! Dê notícias, meu caro!!!

Bernardo Guimarães disse...

benvindo ao baixo sul! que tal dar uma paradinha em ituberá pra me visitar? na ida ou na vinda. chegando no posto de gasolina, pergunte onde fica minha casa: em frente ao aeroporto. venha tomar uma cafér com canela.

Chorik disse...

Ai que invejinha docê! Abs

Bípede Falante disse...

Não tinha parado ainda para pensar no quanto a gente pode estar urbano e no quanto isso pode descaracterizar a essência.