segunda-feira, 29 de março de 2010

É o fim - último capítulo de Marmotas da Paixão

Desculpem o atraso do último caítulo de Marmotas da Paixão, poderiam pensar que é apego de autor sem querer se despedir das personagens, da história, das pessoas, mas não foi isso. Todos sabem como Wilson apronta, é quase um saci essa menina, dessa vez resolveu apagar oarquivo onde estava escrito o final da novela, disse que se eu não desse um final feliz a ela era apagaria todas as vezes que eu escrevesse. Apagou três. Hoje estou escrevendo escondido dela e espero que dê tudo certo, se eu ainda lembrar do que aconteceu com minha gente das Marmotas nessas últimas semanas.

Começando o fim.

Depois do episódio do sequestro e da queda do tobogã, Luana reiniciou a fisioterapia e Gôga fazia o seu transporte. Na volta resolveram tomar café na padaria da esquina onde Wilson começou a trabalhar, garantindo mudanças comportamentais. Tudo perdoado e conversado, estavam as três amigas reunidas num inicio de noite calmo de quinta-feira, tomando uma média e comendo pão com ovo. Antes de se despedirem Gôga pediu a Wilson para ajudá-la a colocar Luana no táxi e guardar a cadeira.

- Wilson, depois apronta outra média para mim, porque hoje estou morta. Tive uma insônia esta noite e não vou conseguir dirigir durante a noite assim de cara.

A menina, achando que ajudaria a amiga, colocou vodka no café sem avisar a ninguém. Gôga bebeu tudo sem reclamar, embora tenha sentido um sabor diferente.

- Tchau, amadas!!! Obrigada por terem vindo. Amo vocês. Wilson se despediu fazendo um coração com as mãos e soltando beijo para as amigas.

Virando a esquina Gôga se deparou com uma blitz que a obrigou a parar o carro. Procurou os documentos, não encontrou, ligou para Wilson trazer, soprou o bafômetro e aguardou tranquila o resultado.

- O que foi que a senhora bebeu?

- Café, senhor!

- Não estou falando disso, senhora. Estou perguntando o que a senhora bebeu de alcoólico.

Wilson foi chegando nesse momento.

- Aiiii amada, eu coloquei vodka no café para você poder ficar mais animada e trabalhar direito.

Gôga que estava de costas para a menina, foi virando calmamente com a mão direita fechada e socou a cara de Wilson.

- Você é maluca ou o que? Como você coloca vodka para eu beber?

Wilson cuspindo dente não podia responder. O policial interferiu dando ordem de prisão a Gôga.

- Mas o senhor devia prender ela e não a mim que não bebi conscientemente.

- Senhora, se eu defendo os desconhecidos, imagina se não vou defender essa menina. A senhora está presa por agressão. Não posso admitir uma pessoa machucar um anjo de candura. A senhora não tem idéia de como essa menina mudou a minha vida. Todos os dias eu passo na padaria para ver o seu sorriso, para tocar de leve a sua mão quando ela me entrega o sanduba... Ai senhora, a senhora não é capaz de entender isso. Então me desculpe a senhora vai comigo.

- Isso é um absurdo!

Gôga destemperada chutou o carro e acabou atingindo o policial. Foi levada a delegacia por desacato a autoridade e Luana que assistia a tudo isso dentro do carro foi rebocada junto com o táxi.

No dia seguinte Wilson foi visitar Gôga para pedir-lhe desculpas.

- Gôga, eu fiz sem querer, achei que estava te ajudando. Me perdoa mais uma vez. Se você não me perdoar eu também entenderei, mas eu gostaria que você soubesse do meu amor por você e de como eu me espelho em você para tentar melhorar. Este teu jeito meu machinho de ser, etsa tua independência, esta pessoa brilhante que é você. Depois do que me aconteceu ontem, o seu "poliça" me fez ver que posso ser amada, que todo mundo tem uma chance na vida. Eu perdi a razão depois de tudo o que me aconteceu na Bahia, eu só queria ser percebida.

- Wilson todas as coisas que você fez foram muito graves: você destruiu a chance do ruivinho, quase mata Luana, acabou minhas chances com Frederick... Eu vejo sinceridade em teus olhos. Não dá para sermos amigas como antes, deixa o tempo se encarregar de abrandar minha tristeza. Tudo que eu consegui foi com muito trabalho, muito esforço e você poderia ter destruido tudo.
- Então me dá abraço e vem para a luz Caroline! Você está liberada.
.......
Gôga com o passar do tempo foi aumentando a frota de táxi e virou uma super empresária, criando o Gôgamaps para orientar os motoristas perdidos. Wilson foi trabalhar como "boy" dessa empresa depois de não conseguir gravar nenhum jingle para a tv e as vezes apronta das suas ainda. Um dia quebrou a primeira remessa de GPS que chegaram para a fase de teste do Gôgamaps, mas tudo foi sem querer e todos acreditaram nela. O ruivinho da esquina brilhou numa campanha publicitária de biquinis, passando a ser o garanhão da televisão brasileira. Frederick desfila no exterior. Luana entrou para um grupo de dança e começou uma bem sucedida carreira de dançarina. Doutora Geni nunca mais deu notícias, disseram que abriu várias clínicas alternativas disseminando a terapia do balde, recebendo visitas de todas as partes do mundo. Dona Deda continua passando pela vida sem muita novidade. No amor, mas no amor mesmo, apenas Dona Dêga se deu bem, engatou uma paquera de portão com o japonês da barraquinha de pastel ao lado da sua e anda a cantarolar pelos cantos. Gôga anda atraída por uma atendente de telemarketing de sua empresa que embora seja casada anda retribuindo os olhares da "chefona" e aceitou viajar ao Nordeste dizendo ao marido que iria para um congresso importante na sua área.
Hoje estou esperando a chegada de minha amiga Gôga e sua funcionária que vem para a estréia de meu espetáculo Odete, traga meus mortos. Reservei a principal suíte da casa para ver se essa marmota agora dá certo.

4 comentários:

Talita Avelino disse...

Uóóóó!!! Cuidado de Wilson!!!! O único que não se deu bem...deixa estar, deixa estar...todo final de novela é terrível!!! Hahaha

Gerana Damulakis disse...

Foi bacana. Virou empresária, mas o lance da vodka e do murro e da perda do dente... adorei.

Lorena disse...

Wilson truqueira!!! hahahahaha!! Pelo menos Gôga tem uma frota de táxi né mãe...quanto a Geni...seria uma profecia??? Porque sinto que será concretizada...kkkkkkk E vamos batere o balde!!!

Mari Leite disse...

Felizes para sempre! hahaha