terça-feira, 6 de outubro de 2009

Um sonho

Sonho um dia ver

Que é a faca quem sangra

Quando corta a carne

E que são os dedos que caem

No mal-me-quer das flores

Um dia a dor dói apenas

Em quem faz doer

E que cego, é na verdade,

Aquele que o remorso não vê

O mar, um dia, secará em mim

E o seixo é o coração

De um peixe ruim

8 comentários:

Gerana disse...

Muito bom. E excelente a idéia que o sonho traz.

I.Moniz Pacheco disse...

Que belo sonho. Emocionante.

Luli Facciolla disse...

Putzgrila!
Amei o poema, o sonho, tudinho!

Beijos

maria guimarães sampaio disse...

PÕ, edu!

Cléa disse...

Eu sonho tb... com tudo isso e um pouquinho mais. Sonho com vc que é uma alegria na minah vida e anda sumido!

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

deliciosa poesia

Lidi disse...

Lindo poema. Adorei.

aeronauta disse...

poema tão bem construído e belo...