quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Fim de caso

O que é mais difícil, quando um amor termina,
É separar-se de alguns antigos costumes.
Como convencer uma mente que imagina
E pensa ainda no direito a ter ciumes.
.
O que mais é difícil, quando um amor termina,
É não mais ter com quem fazer seus queixumes,
É não descobrir qual roupa que combina
Com a essência, com o aroma dos perfumes.
.
O que é mais difícil, quando um amor termina
É ver lá fora, o badalar da chuva fina
Como um convite ao quarto aberto em tênue lume.
.
Mas de que adianta, fechar cortinas lá em cima,
Se o ambiente...O cheiro...A cama...A luz e o clima
-Tão simplesmente por lembranças se resume!

Jenario de Fátima

4 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

se deus quiser jamais passarei por isso. quero envelhecer com minha companheira vera. para sempre.

Gerana disse...

Bonito e verdadeiro!

Luli Facciolla disse...

Ai Edu!
Amo os seus achados!
Ah como amo!

Beijos

imonizpacheco disse...

Isso é que é achado!
Arraso...