domingo, 12 de agosto de 2012

Fafá é punk, rock, jovem...

Sempre tive grandes mestres na vida com quem aprendi muita coisa que formou meu caráter, minha personalidade, minha forma de agir e ver o mundo. Minhas preferências, minhas influências musicais, estéticas, minha liberdade, meus vôos.

Fafá Daltro é desses mestres presentes, fundamentais e decisivos na minha formação profissional, no jeito de compreender a Dança, a vida. Não conheço ninguém mais jovem, mais rock, mais punk do que Fafá. Rompe com todas as normas, consciente do que está fazendo e da importância de fazê-lo. O mundo é uma batedeira nas mãos de Fá. Tudo muda o tempo todo e agora e neste instante... Seus pensamentos viajam à velocidade da luz e haja pernas para alcançá-los, haja inteligência, sensibilidade, capacidade de doação.

É um privilégio estar ao seu lado, segui-la com olhos atentos para aproveitar tudo que pode nos oferecer. E como é generosa.... meus olhos mareados pela alegria de ser de Fafá discípulo, companheiro, amigo.

Alvuras é seu mais novo trabalho, coreografia de difícil assimilação, mas de fácil identificação com as belíssimas imagens criadas junto com Andrea Daltro (divina voz) e Ricardo Bordini. Às vezes  parece sonho, às vezes parece filme. Ficamos embevecidos, imersos nessas imagens como se nos afogássemos em nuvens. Um espetáculo que atinge todos os sentidos. É sonoro, tátil, visual, olfativo.... e ainda pipoca em nossos sentimentos a presença de tudo que precisa emergir.

Fafá é uma artista única, rara, merece todas as reverências, todas as homenagens, todo respeito. Tenho certeza de que se morasse em outro país seria referência, ícone...

Fafá não é para este mundo!

foto de Clarice Cajueiro Miranda

Um comentário:

Bípede Falante disse...

que foto fabulosa!! :)