terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Um jornal para Vani

Vani, minha amiga/amada que falta você me faz! Acho que viciei em ligações sem nada a dizer, apenas ouvir a voz e contar o que se passa no momento, viciei em sair para ouvir batuque, beber em Gera, rir das misérias da gente mesmo. Daqui não tem como te ligar, também não adiantaria porque estamos longe e o melhor é estar perto.

O Big Ben ao fundo com o London Eye vermelho

Londres é uma cidade fantástica, embora eu não esteja propriamente em Londres e sim em Borehamwood, tipo uma Simões Filho. Longe para dedéu, mas próximo de onde estamos trabalhando.

Vim em companhia de Daniel, um companheiro maravilhoso pronto pra tudo, super disponível e gente boa. Conheci Mickaella, dançarina de Natal, uma delícia de pessoa e corpo lindo na Dança. Belo encontro essa viagem já me proporcionou. Neste final de semana saimos desde sexta (tivemos uma folga surpresa no sábado e colocamos o pé na jaca) e foi maravilhoso. Sexta saimos prum pub delicioso com música ao vivo, bebi vinho, me diverti muito. Sábado encontrei uns amigos que vieram de Barcelona só para me ver. Fiquei tão feliz. Aí você já sabe como é brasileiro, né? Fui apresentado a uma amiga deles, atriz baiana que mora aqui há anos e acabei dormindo na casa dela. Maravilhosa!!! Ela e o marido foram incríveis conosco. Super gentis. Um final de semana perfeito. Acabamos o domingo comendo um rodízio  num restaurante brasileiro. Delicioso!! Enfim comemos uma comida de verdade.

Eu, Najla, Tati, Alexis, Dani e Jefinho (faltou Micka q estava tirando a foto)

Isso está sendo um problema. A localização do hotel onde estou é péssima, distante de tudo, apenas uma loja de conveniência em frente. As comidas todas prontas, com aqueles molhos, pimenta, nada que posso comer. Tem dias que fico só no pão com queijo. A sorte que não estou sentindo nada. Não tive dores, nem febre.

O frio está de lascar, já chegou a 2 graus. Imagine minhas canetas!!??? Saio parecendo uma banana cheia de casca. Teve dia que estava com 5 calças, 4 meias e 4 camisas, fora o casaco, touca, luvas e cachecol. Quem guenta?


as canetinhas com frio

Olhe, Vani, infelizmente não poderei falar aqui do assunto que mais te interessa. Por isso peço que reserve uma mesa em Geraldo para o dia seguinte a minha chegada e assim conversaremos sobre o que te apraz.

Como este é um jornal de trabalho, encerrarei falando falando sobre o grupo. Estar trabalhando com o Candoco é uma experiência única, realmente. Os meninos são dançarinos da melhor qualidade e além disso são pessoa incríveis. Tem uns que eu queria levar comigo. É muito cansativo este trabalho de Marc Brew, fisicamente nos esgota muito, e muito diferente do que faço em Dança. Um desafio!


Eu e Mickaella Dantas em intervalo do ensaio

Tenho muito mais coisas que eu gostaria de escrever, amada, mas o tempo aqui voa e preciso repousar. Daqui a pouco estaremos coladinhos colados. Cuide-se. Um beijo daqui de longe, mas sempre aí perto.

Para finalizar: Vou ficar (aqui só) mais um pouquinho para ver se eu aprendo alguma coisa nessa parte do caminho. Viva Tulipa que não sai de minha cabeça!

9 comentários:

Cléa disse...

Passada!!! Morrendo de ciúmes!!! Destá!!! hahahahaha...

Bernardo Guimarães disse...

eu dava tudo pra trocar, hoje, os 30 gaus pelos seus dois!
londres é minha cidade preferida.
aproveite toda!

- Luli Facciolla - disse...

Amore!
Passando aqui pra me atualizar dos monólogos, matar a saudade das madrugadas e deixar um beijo!

Saudade!

Chorik disse...

Talvez esteja me intrometendo em uma correspondência tão íntima e bonita. Fico, porém, com coceira no dedo. Preciso te dizer que sinto um orgulho danado de acompanhar tua trajetória, desse artista porreta que és, que batalha, corre atrás e realiza, essa alma irrequieta, contestadora e mesmo assim delicada, comprometida com a arte, com a vida, com o que torna ambas uma coisa só.

Parabéns!

Moniz Fiappo disse...

Curta todas, aproveite, vá fundo. Essa experiência é única e pelo que voce conta, formidável.
Bj,oto,xau.

Wilfrid disse...

Je suis heureux pour toi ce que tu vis là bas (boletta) et chez toi. tu voyages d'amour et de plaisir, de découverte et de rêve, où la réalité s'enchante à ta belle générosité. beijossssssssss

Wilfrid disse...

je suis heureux de ta vie là bas (boleta) et chez toi... la poésie, la générosité, l'amour donne à la réalité un goût sucré. ET le sucre c'est bon pour le froid... beijosssssssss

Lorena disse...

ahhahahahahahahahahah olha ela com ciuminho gente!!! Amaaado, ameeei o jornal! A comparação com Simões Filhos seria trágica se não fosse cômica! aahahahahahahaha Traga os amigos da dança amado, vou ensinar-lhes a dançar com o balde! Acordei ouvindo Jussara Silveira hoje, me apertou o coração querendo você! Volte logo..."não beba muita cachaça e não se esqueça depressa de mim"! Gera vai ficar pequeno!!!!

Ma disse...

Curta o frio e o queijo, em breve estará aqui de volta aos 30 graus, heheh

E esse carnaval, como vai ser? hehe

bjs