sábado, 12 de setembro de 2009

Recado de despedida para esta vida


Foto de Diane Portela

Vamos fazer um trato?

Cansei dos teus contos, teus cantos

Vou pagar minhas contas

Quero me separar de você

Nossa relação projetada perfeita desde o início

Hoje perdeu seu encanto

Não nos combinamos mais

Sente falta de minha ingenuidade

De minhas artes, de meu frescor

Me apeguei a números que somaram por mim

Apaguei minha luz

Esqueci de você

Sinto saudade de tua calmaria

Do sorriso honesto,

Do pensamento vazio

Nós que nos aceitamos com nossa deficiência

Nosso sonhar livre

Brigamos por coisas poucas:

Um tempo que não temos

Uma carta que já não escrevo

Cores que já não sei fazer

Hoje choro por nós dois

Não dá mais certo

Insistirmos num verdume

Numa imaturidade adolescente

O tempo nos amadureceu

Nos tirou do pé, sem pedir licença

Não percebi e caí

Perdido que estava com as coisas que descobri:

Cores, formas, beijos, amores negados...

Você, egoísta, percebeu a mudança

E sem me comunicar seguiu sozinha

Não consegui te acompanhar

Me desculpe, sou artista

Estou querendo produzir

Esta loucura que me assola

Este medo que me apavora

Me induz a querer mudar

Mudar de você

Com mania de autor

Embora criatura

Cansado de ser herói de minha própria história

Pensei num final diferente

Do que tinham pensado para nós

Sem iluminação

Sem público

Sem aplausos

Uma partida sem volta

Uma viagem sem direção

Fiquei doente

Querendo me remediar

Para deixar de sentir as dores que estavam em mim

Agora, o tempo que me é curto demais

Não me deixa concluir

Estou largando você

Estou indo para outro lugar

Estou indo embora, querida!

Procurar-me no mistério

Querendo encontrar minha outra vida

4 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Separação, por mais que doa, é sembre boa porque novas vidas virão.

Luli Facciolla disse...

100% sintonia, caro Edu!

Beijos!

Gerana disse...

Sem a linha contínua, colocado assim como está, verso após verso, até a dor consegue ter beleza.

I.Moniz Pacheco disse...

Concordo com Maria, novas vidas virão e com elas novas experiências, serão boas e más. Assim é. E voce continuará a amar e nos brindar com textos lindos como esse.
Bj, outro, tchau.