sábado, 28 de fevereiro de 2009

Essa rua era minha

A mãe do menininho passou a infância num bairro distante do centro de uma cidade do interior. Bairro pequeno, chão batido, pavimentado tempos mais tarde, dividido por ruas com nome de letras.

A rua da mãe do menininho era a Rua C.

C de caráter, carinho, coração, corridas, chepotas*, caminhão, criança, colegas, cepara... ops, separação é com S e não cabe na rima daquela construção.

A Rua C de tantas histórias, tantos habitantes, minha vida.

Rua C de Norma, mãe pobre que morava no quintal de uma casa abandonada, esquentando restos de comida em fogueirinha de papel, iluminada com toco de vela.

Rua C do bar de Dedé, pão de Seu edgar, picolé de Seu Renildo, caronas na esquina com a Rua K.

Rua C de Paula com bomba no "cabelo arapuá" atirada por Patrícia, a mando de Paloma, sob olhares risonhos de Edu, Eliza, Carla. A visitante Vânia, da Rua B e suas poesias. Brincadeiras com Carol, letícia, Fausta. Joceane e Lili. Carlos da ótica, Tio e Rene. Catilene. Mais tarde Rose e as gretas e os beijos no portão. João, Adilson, Marquinhos... Saudade de tia Consuelo, Célia e Gracinha.

Rua C de Cuidado de mãe que a mãe do menininho aprendeu com a sua/minha. Hoje morando num bairro grande da capital, escolheu como casa própria um prédio com o nome do filho. Continuando assim com o C de coração.

* ESQUECI DE EXPLICAR O QUE ERA "CHEPOTA".

CHEPOTA ERA A FORMA COMO UMA AMIGA CONSEGUIA CHAMAR POCHETE.

6 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

lindo texto, menino da rua c.
*mas que diabo é chepotas mesmo?

maria guimarães sampaio disse...

lindo

Luli Facciolla disse...

hihihihihihihi...
Adorei!
Minha infância foi com C de coração tb! Mas o nome da Rua e do prédio não era com C...
Bons tempos!

Beijos, meu queridíssimo, EDU!

Anônimo disse...

Essa rua também era minha. Com todos esses "Cs"...que também são de Carol. Agora só restou o s...de saudade...muita saudade!

Janaina Amado disse...

Muito legal, Edu, Cê sabe que lembra o "Meninos da Minha Rua", do africano Okjaki, que comentei há algum tempo no blog? Tem o mesmo clima de saudade pra cima. Parabéns!

Leticia Santana disse...

Adorei!!!!
Realmente foi uma infância muito rica, boas recordações Edu.
Bjs